Descomplicando a Informática | Smartphones na escola, vilões ou aliados?

0
54

Cada vez mais em sua maioria, o número de jovens que possuem um smartphone cresceu rapidamente. Não de é hoje que grande parte desta faixa etária porta consigo um equipamento eletrônico e o leva para sua escola. Até meados de 2010, os smartphones ainda chegavam aos poucos ao conhecimento da maioria das pessoas, mas ainda com altos valores comerciais, o que impossibilitava sua aquisição pela maioria. Quanto ao assunto celular nas escolas, estes começaram a ser utilizados com maior incidência com o surgimento dos modelos que reproduziam músicas em formato mp3 e ofereciam expansão de memória por cartão micro SD, o que permitia aos jovens ouvirem suas músicas favoritas nos intervalos das aulas.

O porte de celulares em ambiente escolar sempre foi motivo de polêmica entre diretores, professores e alunos, pois se analisarmos ambos os lados, o porte do celular poderia ser útil em caso de emergência para os alunos, ou seja, em modo silencioso, e apenas para receber ou efetuar uma ligação por motivo de força maior, e no que diz respeito a reprodução de músicas, jogos e demais funções, serem utilizados apenas em períodos de intervalo, vedando sua utilização em quaisquer circunstâncias em sala de aula.

Porém, com a popularização dos smartphones seguido das redes sociais e aplicativos de bate papo, a incidência desta utilização irregular dos equipamentos em horários e locais inoportunos cresceu, gerando uma polêmica em torno deste assunto, com a apreensão destes aparelhos junto ao aluno quando há o flagra deste e até a proibição de porte dos equipamentos em quaisquer ambientes escolares bem como em quaisquer circunstâncias similares.

A pergunta que fica é: podemos somente considerar a utilização de smartphones em sala de aula uma prática prejudicial? A resposta é não! O que é realmente prejudicial é a utilização incorreta destes equipamentos, ou seja, de recursos e aplicativos fúteis como redes sociais, bate papos e jogos, mas sim, através de aplicativos e recursos que auxiliem estes alunos no aprendizado e interação com os assuntos em abordagem na sala de aula. Fica a dica para os professores, que criem projetos e planos de aulas que promovam a inclusão da tecnologia nos métodos de ensino e formas de abordagem dos temas, através da pesquisa de aplicativos e ferramentas que condigam com o assunto a ser abordado em determinada aula. Desta maneira conseguiremos conscientizar os jovens sobre a utilização correta e pontual dos smartphones em sala de aula, diminuindo os conflitos e polêmicas em torno deste tema favorecendo a tecnologia como ferramenta de auxílio de aprendizagem.

Responda