SER+ Com Coaching | Adolescentes, como ajudá-los?

0
44

A medida que as gerações passam, o período da adolescência continua trazendo desafios aos pais, escolas e sociedade, porém com características diferentes. 

Atualmente, com a tecnologia sofisticada, o alto nível de informação, o núcleo familiar modificado (com ambos os pais ou cuidadores trabalhando fora), a precariedade em políticas públicas para adolescentes e jovens, a violência, a revolução cultural, econômica e social, a precariedade de algumas escolas em adaptar os conteúdos para metodologias modernas, a dificuldade dos pais em educar além do investimento escolar, focado na profissão… com tudo isso, os jovens têm apresentado os mais variados aspectos emocionais que tem surtido impacto na vida pessoal, social e escolar. 

As queixas mais apresentadas pelos adolescentes, pais e educadores de hoje são:

  • Dificuldades no ralacionamento familiar (falta de diálogo, entrosamento, enfrentamento, distanciamento…)
  • Dificuldades no relacionamento social (falta de habilidade social por excesso de contato virtual)
  • Desequilíbrio emocional (oscilações de humor, agem sem pensar, agressividade….)
  • Dificuldades escolares (falta de vontade de ir à escola, desmotivação para estudar, sensação de falta de sentido nos estudos, déficits no rendimento das notas escolares, entre outros)

Para lidar com estes desafios na vida de um adolescente é preciso uma rede de atores envolvidos na sua educação e cuidado para ajudá-lo. 

Escola, família e profissionais especializados na juventude podem se esforçar para facilitar um ambiente propício para ele lidar com suas questões pessoais, sociais e de aprendizagem escolar.

Você tem um adolescente ou jovem em casa? 

Deseja ajudá-lo a se desenvolver integralmente da melhor forma possível?

Não hesite em procurar um profissional especializado em emoções, sociabilidade e aprendizagem para te ajudar.

Vale à pena o investimento para preparar um futuro melhor e evitar maiores problemas como as drogas, evasão escolar e a delinquência juvenil. 

Quer saber mais sobre esse tema? Entre em contato comigo! 

Responda