Beabá da Nutrição| Suplementos: posso tomar?

0
48

Suplementar significa suprir a falta de algum nutriente, ou seja, é complementar ou acrescentar nutrientes em uma dieta quando o indivíduo não ingere ou quando o organismo apresenta dificuldade em produzir ou quando o organismo apresenta dificuldade de armazenar determinados nutrientes. Por exemplo, pessoas que possuem alergia à proteína do leite devem fazer suplementação de cálcio, porque este mineral não é suficientemente ofertado através da dieta, devido à restrição na ingestão de leite, derivados e produtos que contêm leite na sua composição, que são suas fontes mais ricas. Sendo assim, antes de iniciar qualquer tipo de suplementação, primeiro você deve avaliar como está a sua dieta: – você consome alimentos de todos os grupos alimentares sem restrições? Ou avaliar se você está passando por um momento em que a demanda do seu organismo é maior como: a prática de atividade física, estresse, recuperação pós-trauma, certas doenças debilitantes etc.

Atualmente, tenho visto uma vasta diversidade de suplementos sendo lançados no mercado diariamente e muitos indivíduos consumindo sem qualquer critério e por conta própria. O uso indiscriminado dessas substâncias pode gerar muitos malefícios à saúde.

A suplementação de proteína é a que mais sobressai quando comparado aos outros nutrientes e as evidências científicas indicam que o excesso de ingestão de proteína não aumenta a massa muscular e, além disso, torna-se prejudicial ao organismo. Ela pode ser vantajosa e necessária nos seguintes casos: 1) para adequar a sua ingestão se a dieta é inadequada, 2) para substituir fontes protéicas ricas em gordura, 3) para obter uma fonte adicional de energia (pode estar associada a outros nutrientes). Vale ressaltar aqui, que a proteína somente exercerá sua função de síntese e aumento de massa muscular, se, e somente se, as necessidades energéticas forem adequadas em relação ao gasto energético diário, pois, caso contrário, ela será utilizada como fonte energética. Ou seja, dietas com restrições calóricas inibem a função mais nobre da proteína que é construir tecidos.

Os carboidratos são fundamentais para uma boa recuperação pós-treino, manutenção da energia durante treino de longa duração e reposição dos estoques de glicogênio muscular e hepático, por isso, quando o atleta se sente inapetente após a prática esportiva, a suplementação com fontes de carboidrato pode ser necessária. A falta deste nutriente é um fator limitante para o bom desempenho físico, por outro lado, quanto maior for o seu estoque no organismo, maior será o tempo de exercício realizado.

É importante salientar que a suplementação vai depender do tipo de atividade física, intensidade, duração, sexo, idade, ou seja, cada indivíduo é único e com necessidades específicas. Portanto, o que funciona para um pode não fazer efeito ou até ser prejudicial para outro.

Fato: O aumento da massa muscular, que representa um objetivo perseguido por atletas em todos os tempos, desde a antiguidade até os dias atuais, é alcançado somente com muito treinamento e dedicação, alimentação adequada, orientação de treinador capacitado, de médico e nutricionista.

Tais Miranda Nutricionista

Responda