Vereadores de Ouro Fino gastaram quase R$ 34 mil em diárias em 2017

0
488
Vereadores (Foto: Câmara Municipal de Ouro Fino)

As diárias dos vereadores são valores pagos ao agente político por dia de afastamento da Câmara Municipal. Normalmente, elas são usadas para cobrir despesas com hospedagens, alimentação e gasolina. É uma verba prevista e um direito do legislativo, porém, o vereador pode ou não solicitar o reembolso do valor gasto.

No caso de Ouro Fino, costumeiramente, as diárias são usadas para viagens dos vereadores, quase todas para a cidade de Belo Horizonte. Eles se deslocam até a capital mineira em busca de recursos para a cidade e quase sempre não conseguem voltar no mesmo dia, tendo que arcar com hospedagens e alimentação.

Segundo o Portal da Transparência da Câmara Municipal de Ouro Fino, os vereadores, da gestão atual, gastaram R$ 33.664,00 com diárias no ano de 2017. Fizemos um comparativo com os anos interiores, e percebemos que em 2016 foram gastos R$ 20.936,00, porém neste ano, a Câmara não utilizou diárias nos meses: julho, agosto, setembro, outubro e dezembro, devido as campanhas eleitorais. Já em 2015, foram gastos R$ 50.196.00 em diárias.

Os números mostram que os vereadores da gestão atual estão gastando menos do que os do mandato anterior, o que já é um bom sinal, mas ainda sim gastam um valor considerável, que pode e deve ser revisto, sempre para menos.

Abaixo, você confere a lista completa de quanto cada vereador gastou com diárias no ano de 2017:

Entramos em contato com os 5 vereadores que mais utilizaram as diárias para sabermos deles a opinião sobre os valores gastos. Segundo o presidente da Câmara, Antônio Carlos Franceli, já houve uma diminuição no valor das diárias, antes era R$ 450,00, agora passou a ser R$ 380,00. Mas, a Câmara fará o possível para economizar em todas as áreas no ano de 2018.

Já o vereador Antônio Ricardo, justificou que com as diárias pôde viajar até Belo Horizonte e conseguir recursos para cidade, tais como as pontes dos bairros Cervinho, Albertão e Escolinha. Ele também relatou que a mudança na rede de internet da cidade também foi feita através de um projeto dele.

Rosângela Tonon também nos explicou como foi utilizado suas diárias: ”Fui a Belo Horizonte 4 vezes: Em fevereiro fazer um curso de 3 dias e levar ofícios a deputados estaduais. Em maio, com o presidente da AAOF (Associação Agroecológica de Ouro Fino) em audiência agendada pelo deputado Dalmo Ribeiro com o diretor de Agricultura de MG. A terceira em agosto em uma audiência com o presidente do IPSEMG para tentar trazer novamente a agência para Ouro Fino. A quarta em novembro levando pedidos de Emendas a um deputado federal que pelo jeito estou conseguindo. Quanto à previsão, é difícil dizer porque não sei quando terei um agendamento novamente. Mas garanto que vou em casos de necessidade trabalhando. Fui também a Monte Sião ver Castração Móvel, Pouso Alegre conhecer a CISAMESP e Poços de Caldas me informar sobre a castração de animais realizada lá; sendo estas 3 viagens por minha conta’’.

Tentamos contato com os vereadores Vanderlei Cândido de Almeida e Paulo Luiz Cantuária, porém, até o momento desta publicação, não obtivemos resposta de ambos.

Para conferir como cada um dos vereadores utilizou as diárias, clique aqui.