Jovens serão indiciados por apologia ao crime

0
3418
Polícia Militar de Ouro Fino (Reprodução)

O caso envolvendo dois jovens, estudantes do IF Sul De Minas, que ganhou proporções nacional, após irem numa festa a fantasia, na cidade de Inconfidentes/MG, vestidos de goleiro Bruno e Macarrão, autores do assassinato de Eliza Samudio, será levado para a justiça. Um dos jovens ainda carregava um saco preto, com o nome da vítima, dando a entender que os restos mortais da atriz estariam dentro do objeto.

O Delegado de Polícia de Ouro Fino, Dr. Waldir Jorge Pelarico Junior, em entrevista à Rádio Difusora, comentou o caso e revelou que ambos serão indiciados criminalmente, sendo denunciados pelo Art. 287 do Código Penal – Fazer, publicamente, apologia de fato criminoso ou de autor de crime: Pena – detenção, de três a seis meses, ou multa.

LEIA TAMBÉM: Feminicídio não é piada.

Um inquérito policial será instaurado, e segundo Dr. Waldir, já foi solicitado para a diretoria do Instituto Federal a qualificação dos jovens a fim de dar andamento ao processo. Os estudantes também serão chamados para depor, onde poderão dar explicações sobre o ocorrido.