Atividade física em foco | Aluno treinado vs Aluno destreinado

0
213
Personal Trainer
Personal Trainer (Foto: Reprodução/Google)

Toda atenção é necessária ao avaliar o aluno, em qual nível de treinamento ele se encontra e quais modalidade de exercício ele pratica, pois precisamos minimizar as interferências nessa organização de treino. Alunos não treinados, muito provavelmente, tem uma resposta melhor aos treinamentos. Trazendo o antagonismo nas respostas, alunos treinados perdem respostas com o desenvolvimento do nível de treinamento.

Há evidências de que o grau em que os indivíduos estão “acostumados” a um estímulo de exercício, modula a capacidade do músculo de distinguir estímulos diferentes. Destreinados, a nível molecular, respondem com bastante similaridade aos treinos monomodo ou concorrente, e as respostas se tornam cada vez mais específicas para o modo de exercício, após um período de treino de modo específico.

Uma análise bem minuciosa deve ser feita para que nós professores consigamos encontrar a melhor maneira de planejar o treinamento para este aluno, levando em conta principalmente a questão da treinabilidade do aluno. As prescrições feitas para um aluno mais avançado são completamente diferentes das feitas para um aluno iniciante.

Outro ponto importante é que o aluno não se precipite em querer pular as fases do treinamento e do processo de adaptação a dieta, pois sabemos que a maioria desiste do processo de mudar os hábitos por pular estas fases, então, treinamentos muito intensos e longos para iniciantes não são bem-vindos, como também dietas muito restritas.

Você pode encontra Daniel Ceccon nas seguintes redes sociais: 
INSTAGRAM
FACEBOOK
EMAIL
SITE