Em áudio vazado, Juninho Vieira e Henrique Wolf acusam Bruno Zucareli de corrupção

0
438

Uma bomba estourou no cenário político de Ouro Fino nessa sexta-feira (25), Anézio Vieira Júnior, conhecido como Juninho Vieira e Henrique Wolf, ambos pré-candidatos a prefeito, acusam Bruno Zucareli, que também é pré-candidato a prefeito, de inúmeras irregularidades enquanto Diretor do DMAAE.

No início do áudio, Henrique Wolf comenta que Bruno Zucareli havia mudado para a oposição ao governo Maurício e por isso o atual prefeito havia indicado Bruno para o cargo de diretor do DMAAE, trazendo então ele de volta para a base de apoio ao governo.

Na sequência, Anézio Vieira diz: “Esse Bruno meteu a mão lá”.
Henrique responde: “Nossa Senhora, agora o Thiago está lá, não quer falar, mas está descobrindo tudo”.

Anézio questiona se poderia sobrar responsabilidade para o novo diretor Thiago Zuccon e Henrique responde: “O Thiago entrou agora, está apavorado lá dentro”. Ele ainda complementa com a sugestão: “Tem que meter uma auditoria, alguém tem que fazer alguma coisa”.

Anézio pergunta se seria interessante falar com Daniel Borracheiro, vereador da oposição. Henrique responde: “O Daniel seria interessante. O Daniel e o Rafael. Os outros não vão querer”.

Em seguida, Anézio Vieira Junior fala sobre Toninho Miguel, Chefe de Administração do prefeito Maurício, que teria se aliado a Bruno Zucareli e Henrique Wolf responde: “Ele fala que não, mas filiaram o Bruno e estão pegando todo mundo do PSDB e levando pro DEM pra fortalecer o DEM e levantar o nome do Bruno”.

No áudio eles ainda comentam sobre o possível vice de Bruno Zucareli. Juninho Vieira cita que seria o Franceli, atual vereador e Henrique Wolf responde:“Pode até ser, mas eles não gostam do Franceli”.

Anézio lamenta dizendo que se Bruno ganhar a eleição, com o apoio de Toninho Miguel, tudo vai ficar do mesmo jeito: “Vai ficar tudo abafado, tudo o que eles fizeram, tudo escondido”. Henrique Wolf concorda com Anézio: “Mas é lógico, não tenho a menor dúvida. Vão ficar acobertando tudo o que fizeram, porque o negócio foi muito feio no DMAAE”.

Henrique Wolf compara a situação do DMAAE com a corrupção no Brasil, quando presidido pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Anézio questiona se o roubo no departamento foi grande e Wolf responde: “Foi esquematizado, aparelhado. O pessoal já pega os dados da pessoa e a grana já entra lá na conta”.

Henrique Wolf também cita algumas supostas aquisições de Bruno Zucareli em Pouso Alegre. “Comprou quatro terrenos no centro. Comprou isso, comprou aquilo e fez plástica na sua mulher. Carro zero, casa. Em quatro ou oito anos não da para fazer isso”. Henrique também comenta com Anézio que alguém, chamado de “o outro lá” está comprando fazenda, comprando tudo.

Demonstrando preocupação, Henrique relata que já conversou com alguns vereadores sobre a situação. Porém, ele reafirma que apenas Rafael Silva e Daniel Borracheiro poderiam fazer algo a respeito. Em seguida, Anézio Vieira Junior responde: “Vou conversar com o Daniel. Uma hora a gente bebe uma cerveja junto. A sua palavra vale mais que uma assinatura, Henrique”, afirmou Juninho.

No final do áudio, Henrique Wolf pede para Juninho Vieira não comentar sobre o que o mesmo disse sobre o DMAAE. Entretanto, os áudios vazaram, apesar de Anézio Junior garantir que seria um assunto confidencial. Não se sabe como, nem quem vazou o áudio.

Vale ressaltar que esse áudio provavelmente foi gravado antes da denúncia feita por Donis Almeida, que culminou na instalação da CPI na Câmara dos Vereadores, para investigar Bruno Zucareli.

Posteriormente, o Ministério Público de Minas Gerais, após análise de provas e depoimentos de testemunhas, determinou o arquivamento das denúncias contra Bruno Zucareli e a instauração de inquérito policial contra os denunciantes, entre eles o pré candidato a vice-prefeito na chapa de Henrique Wolf, o médico João Giordani.

Ainda é possível afirmar que, apesar de Henrique Wolf se demonstrar preocupado com a situação, ele como vice-prefeito, durante os oito anos do governo Maurício e sabendo de tudo que supostamente acontecia no DMAAE, foi conivente e omisso ao não denunciar publicamente as irregularidades.

Bruno Zucareli responde acusações de Henrique e Juninho Vieira

Tendo conhecimento dos áudios, o Observatório de Ouro Fino entrou em contato com Bruno Zucareli, que rebateu as acusações dos pré-candidatos a prefeito de Ouro Fino.

“Fui surpreendido novamente com outra gravação, que provavelmente foi feita em final de março desse ano, quando me filiei ao DEM, tendo como interlocutores dois précandidatos a prefeito, os quais me lançaram sérias acusações, bem como à gestão do atual prefeito Dr. Maurício. Pela gravação podemos observar com clareza, ao que tudo indica, que partiu do pré-candidato Henrique a ideia de abrir uma CPI na Câmara Municipal contra minha pessoa, inclusive, no áudio, ele cita o nome de dois vereadores que poderiam fazer isto, fato este comprovado no requerimento de abertura da CPI, onde constam estes dois nomes como solicitantes”, declarou Zucareli.

Além disso, Bruno nos revelou que irá tomar todas as providências judiciais contra Juninho Vieira e Henrique Wolf. “Segunda-feira vou imediatamente tomar todas as providências judiciais em face dos envolvidos, pelos crimes, em tese praticados por estes. Desde que coloquei meu nome como pré-candidato a Prefeito, tenho sido vítima constante destes ataques sujos e baixos, de cunho calunioso e difamatório, de uma política velha que tem que ser extirpada do cenário de nossa cidade”.

Bruno Zucareli também rebateu o comentário de Henrique Wolf sobre sua esposa. “Minha mulher trabalha e possui renda própria, levanta às 5 horas da manhã todo dia e só termina o dia depois das 19 horas, é advogada conceituada na cidade, presta assessoria fixa para várias empresas, tem inúmeros clientes que adoram ela e admiram seu profissionalismo, portanto, se ela quisesse fazer uma cirurgia plástica, mesmo que ela não precise, ela certamente não necessitaria do meu dinheiro. Acho um verdadeiro desrespeito o Henrique ter falado da minha mulher sem ao menos conhecer ela, lamentável essa postura baixa por parte dele”.

Antes de finalizar, Bruno pede que as eleições ocorram de maneira limpa. “Será que custa muito pedir que as eleições transcorram de maneira limpa? Será que vale a pena descer a este nível para chegar ao poder? Enfim, contra estes dardos venenosos que me foram lançados mais uma vez, eu tenho o antidoto, a Lei”, afirmou Bruno Zucareli.

O Observatório de Ouro Fino procurou os demais citados no áudio. Henrique Wolf ainda não respondeu nosso contato. Anézio Vieira Junior disse que não vai comentar sobre o episódio. Toninho Miguel por enquanto não vai comentar o assunto. Rafael Silva disse que ao longo de todo seu mandato como vereador, buscou fiscalizar as ações do executivo e do DMAAE, mas por ser minoria nunca conseguiu apoio dos demais legisladores para levar adiante investigações de possíveis denúncias de irregularidades.

ESSA MATÉRIA PODERÁ SER ATUALIZADA A QUALQUER MOMENTO COM NOVAS DECLARAÇÕES DOS ENVOLVIDOS.