Justiça Eleitoral nega liminar pedida pela defesa de Bilo

0
557
Marquinho Eletricista recebe seu diploma de vereador eleito
Marquinho Eletricista recebe seu diploma de vereador eleito (Foto: Redes Sociais)

Na última quinta-feira (17), o Juiz Eleitoral, João Cláudio Teodoro, negou o pedido de limitar feito pela defesa de Marcos Silva de Menezes, o Bilo, em face do PSC, partido que tem o vereador eleito Marco Antônio da Silva.

Bilo entrou com uma ação na Justiça Eleitoral contra o Partido PSC, que tem como presidente Rafael Silva. Marcos Silva de Menezes alega que o Partido Social Cristão praticou registro fictício de candidatura, registrando Aurélia Doriset Fonseca Morenghi sem o consentimento da mesma.

Bilo pediu a suspensão da diplomação do candidato eleito Marco Antônio da Silva, o Marquinho Eletricista, já que o mesmo foi o único concorrente eleito pelo PSC. No entanto, a Justiça Eleitoral negou o pedido e o vereador eleito recebeu seu diploma nesta sexta-feira (18).

“A mera alegação de que a diplomação ocorrerá em poucos dias e que o mandato iniciará em janeiro próximo não são motivos suficientes a autorizar a concessão da liminar, uma vez que eventual decisão de procedência do pedido imporá a cassação do diploma do candidato que foi eleito, caso seja comprovada a suposta fraude”, escreveu o Juiz Eleitoral em sua decisão.

As investigações continuarão. Uma audiência foi marcada para o dia 25/01/2021, onde testemunhas de ambas as partes serão ouvidas.

Veja abaixo a decisão do Juiz Eleitoral:

Responda

Please enter your comment!
Please enter your name here