“Sou o maior interessado que tudo seja esclarecido o mais rápido possível”, comenta Bruno Zucareli sobre abertura da CPI do DMAAE

0
291
Bruno Zucareli
Bruno Zucareli (Foto: Facebook)

Na última Sessão Ordinária da Câmara Municipal de Ouro Fino, os vereadores apresentaram o pedido de instauração de CPI, solicitada pelo Sr. Donis de Almeida do Couto, devido a possíveis irregularidades cometidas por Bruno Zucareli, durante sua gestão no DMAAE.

Na última semana, um áudio foi espalhado nas redes sociais, nele, um rapaz relata irregularidades gravíssimas no DMAAE, que era gerido por Bruno Zucareli. Dias depois, o mesmo denunciante gravou um novo relato, negando o que havia dito anteriormente.

O Observatório de Ouro Fino entrou em contato com Bruno Zucareli e o advogado comentou sobre o caso. Leia na íntegra:

“Em relação à denúncia envolvendo materiais de pintura adquiridos pelo DMAAE na época em que estive ocupando o seu cargo de Diretor (de abril de 2017/março 2020), cujo foi objeto de gravação de áudio mentiroso, amplamente divulgado em redes sociais e whatsapp, com fins manifestamente políticos, tenho a informar que tal episódio foi levado à apuração do Ministério Público local, sendo que, tão logo o DMAAE disponibilize cópia de toda prestação de contas já solicitada por mim via ofício, imediatamente será esta encaminhada à Promotoria de Justiça.
De igual maneira, a acusação da prática de gastos excessivos pelo DMAAE com máquinas e veículos da frota não corresponde com a verdade dos fatos, sendo que, a prestação de contas referida também já foi solicitada por mim junto ao departamento de água.
Concordo expressamente com o posicionamento de alguns dos vereadores na sessão em que foi apresentada esta denúncia contra minha pessoa, os quais manifestaram que referida acusação apresentada somente agora, à beira do início do período eleitoral, sem dúvida é movida por fins “politiqueiros” e “eleitoreiros”.
Eu sem dúvida, como pré-candidato a prefeito de nosso município, sou o maior interessado que tudo seja esclarecido o mais breve possível, até para que eu não seja de qualquer maneira prejudicado por mais este artifício ardiloso.
Alerto, ainda, acerca da premente necessidade de se levar a fundo, inclusive, a motivação do Autor da denúncia encaminhada ao Legislativo, Sr. Dones Almeida do Couto, considerando que este tem antecedentes na tentativa de interferir em pleitos eleitorais municipais, bem como, pelo fato de ser ele apoiador declarado (inclusive em redes sociais) de um dos pré-candidatos a prefeitura de Ouro Fino.
Finalmente, deve-se levar a fundo e ser investigado conjuntamente pelos vereadores, o fato de que o mesmo conteúdo da denúncia encaminhada à Câmara foi postado nas redes sociais pelo perfil “fake” denominado “quarto quarto – somente a verdade”, com o evidente objetivo de promover a calúnia e difamação do meu nome”.