Fiscal da Prefeitura de Ouro Fino impede de maneira violenta que comerciante ambulante venda goiabas no centro da cidade

0
465
Fiscal apreende mercadoria de vendedor ambulante
Fiscal apreende mercadoria de vendedor ambulante (Foto: Reprodução)

Nesta quinta-feira (28), um vídeo que viralizou na rede social deixou a população de Ouro Fino estarrecida. Nele aparece o fiscal da prefeitura, Luiz Américo, recolhendo goiabas de um vendedor ambulante, que estava tentando ganhar o pão de cada dia no centro da cidade.

O vídeo mostra Luiz Américo fazendo seu trabalho e obrigação de fiscalizar o comércio local, mas de maneira violenta. Ele obriga o vendedor a sair do local e para isso tomba o carrinho de goiabas do senhor, que estava vendendo as frutas em frente à Caixa Econômica Federal. As goiabas rolaram pelo chão e revoltadas, pessoas que estavam próximos criticaram a atitude violenta do fiscal.

Logo em sequência, Luiz Américo sai com um saco preto na mão, levando as goiabas que conseguiu apreender. Já o vendedor, assustado, diz que iria embora de Ouro Fino com destino à Inconfidentes.

Nas redes sociais, muitas pessoas demonstraram indignação com a atitude do fiscal e questionaram o motivo dele ter agido de tal forma com o vendedor ambulante. Essa não é a primeira vez que Luiz Américo é criticado nas redes sociais. Quem se lembra da história do galo da D. Maria?

O outro lado da história

A equipe do Observatório de Ouro Fino entrou em contato com Luiz Américo, com o objetivo de ouvir a versão do fiscal. No entanto, de acordo com o próprio, a prefeitura de Ouro Fino não quer que o mesmo se pronuncie no momento.

Ainda segundo Luiz Américo, a Prefeitura soltará uma nota oficial sobre o ocorrido. O fiscal foi liberado do seu trabalho nesta quinta-feira (28).

O Observatório de Ouro Fino teve acesso a um áudio de Luiz Américo, onde o mesmo relata que não empurrou o vendedor. “Eu puxei o carrinho para derrubar as frutas, pois ele não queria parar. Isso foi verdade. Eu forcei o carrinho a tombar para pegar as frutas, mas ele eu não empurrei não”, revela Luiz Américo em áudio vazado no WhatsApp.

Confira o vídeo completo:

De acordo com Paulo Henrique Melo, Procurador Geral do Município, em entrevista ao repórter Alexandre Megale, do canal Sul das Gerais, Luiz Américo encontrou o vendedor no centro da cidade na última quarta-feira (27). Sabendo que o mesmo estava irregular, o fiscal orientou ao ambulante que procurasse a prefeitura para solicitar uma autorização para comercializar suas frutas. Após isso, Luiz Américo se retirou do local e continuou seu trabalho.

Nesta quarta-feira (28), o fiscal voltou a encontrou o vendedor no centro de Ouro Fino. Como o mesmo não havia procurado a prefeitura e continuava vendendo sem fiscalização, Luiz Américo realizou seu trabalho e apreendeu sua mercadoria, já que o mesmo estava praticando um ato ilegal dentro do município.

Imagens de segurança mostraram toda a ação de Luiz Américo, nos dois dias que esteve conversando com o vendedor ambulante. O fiscal em nenhum momento agrediu o senhor, apenas usou sua força para derrubar o carrinho de mão, que estavam armazenadas as frutas.

Neste momento, tentando impedir que as frutas caíssem, o vendedor ambulante acabou caindo na rua, o que causou revolta na população. Porém, não foi intenção de Luiz Américo derrubar o senhor.